Cachoeira da Tiririca - Murici

março 01, 2019


Se por acaso você ouviu falar que nosso estado tem belezas naturais limitadas à extensão litorânea, sinto (muita felicidade em) te informar que não, isso não é verdade, Alagoas é um lugar completamente surpreendente e extremamente rico em flora, fauna e sorrisos de canto a canto do nosso estado.
Certamente você já ouviu falar da Cachoeira da Tiririca, assim como eu, que nasci em Murici-AL, mas nunca tinha ido ao local, e tchanraan, esse dia chegou!


Murici fica localizada na região da Zona da Mata, há 55km da capital, e o trajeto inicial para a nossa saga fica na Fazenda Boa Sorte que oferece acesso um pouco mais a frente da entrada principal da cidade. Chegando na fazenda encontramos uma estrutura simples mas acolhedora que serve de apoio para os aventureiros.
Lembrando que o santuário ecológico fica dentro de uma propriedade particular e por isso o acesso é pago, custando R$25,00 por pessoa. O valor inclui acesso e guia para companhar o grupo no trajeto, maaas como nosso primo Eduardo é um veterano conhecedor do local, fomos com ele. 
Mochilas às costas, hashtag #partimos para o meio dos matos, literalmente...kkk




A trilha tem em média 2,5km, possui um percusso lindo de mata fechada com paisagens incríveis que merecem ser apreciadas a cada passo, dividindo-se entre trechos planos, escorregadios, muitas quedas e gargalhadas, mas também muito cansaço para os sedentários como eu...kkkk Mas na boa? É só ir num ritmo um pouco mais lento e todo mundo consegue chegar (sim, já vi grupos acompanhados por crianças, apesar de não recomendar).



Ao longe, e por diversas vezes é possível ouvir ao longe o barulhinho animador e tranquilizante da queda d'água e depois de uma longa caminhada avistamos um grupo na primeira parada da cachoeira. Infelizmente nossa ida foi numa época em que a cachoeira estava um pouco seca (não sei como se fala kkk mas o volume da água altera de tempos em tempos), mas nem isso conseguiu tirar a beleza desta paisagem estonteante que é um verdadeiro troféu para quem luta tentando reaver os últimos fôlegos (relatos de uma sedentária rss) e se permite subir ao topo do trajeto. 
Cara, é surreal de lindo!



Pesquisando o significado do nome da cachoeira, descobri que no ponto mais alto (onde chegamos) existe uma  gramínea conhecida como tiririca navalheira, afiada que corta a pele, por isso o nome inusitado. E você aí pensando que encontraria o abestado do Tiririca fazendo rapel? Hahah





O melhor? Tivemos a sorte de ser o primeiro grupo a chegar no topo e a cachoeira estava completamente vazia, tudo nosso! Aproveitamos o máximo que podíamos, retomamos o fôlego e retornamos para o apoio da fazenda. 
No retorno, o espaço disponibiliza piscinas e almoço PF, além de self-service (o prato feito é gigante, custa R$25,00 e serve tranquilamente duas pessoas)

Fazenda Boa Sorte | (82) 9606-1710 / 964-4261
blog alagoas, blog alagoano, viagem alagoas, destino alagoas, nordeste, visite alagoas, visite o nordeste, cantos de alagoas, maceió, alagoas, mcz, o que fazer em maceió, o que fazer em alagoas, pontos lugares turísticos alagoas, dunas de marapé, jequiá da praia, litoral sul alagoas, litoral norte alagoas, maragogi, milagres, são miguel dos milagres, barra de são miguel, barra de santo antônio, praia do patacho, praia paradisíaca, nordestina, alagoana, murici, cachoeira tiririca

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR:

0 comentários

INSTAGRAM | @natalliafgs

//]]>